PT
BR
Pesquisar
Definições



evolução

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
evoluçãoevolução
( e·vo·lu·ção

e·vo·lu·ção

)


nome feminino

1. Acto ou efeito de evoluir.

2. Transformação gradual ao longo de um período (ex.: evolução das ideias; evolução tecnológica).

3. Nova fase em que entra uma ideia, um sistema, uma ciência, etc.

4. Movimento de tropas, de navios, etc., para mudarem de formatura ou de direcção.

5. Série de movimentos ou passos executados de forma gradual e harmoniosa (ex.: evoluções nas barras assimétricas; é atribuída uma nota à evolução da escola de samba na avenida).

6. [Por extensão] [Por extensão] Processo de crescimento, de desenvolvimento ou de aperfeiçoamento (ex.: houve uma clara evolução no desempenho).

7. [Astronomia] [Astronomia] Marcha circular de um corpo celeste no espaço, em torno de um outro. = REVOLUÇÃO

etimologiaOrigem etimológica:latim evolutio, -onis.

Auxiliares de tradução

Traduzir "evolução" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).



Escreve-se pôr do sol ou pôr-do-sol? E qual o plural?
Os dicionários e vocabulários de língua portuguesa não são unânimes no que respeita à grafia de pôr do Sol/pôr-do-sol, pois se há uns, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, 2001), que registam a forma hifenizada pôr-do-sol, outros há, como o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (edição brasileira da Editora Objetiva, 2001; edição portuguesa do Círculo de Leitores, 2002), que preferem o registo da locução substantiva pôr do Sol (o Dicionário Houaiss não maiusculiza sol, mas, como se trata do astro propriamente dito, a utilização da maiúscula é necessária). Este último dicionário justifica a preferência pela locução com base no facto de o pôr ser um fenómeno astronómico comum a vários astros e não exclusivo do Sol, e também porque nenhum dicionário regista a correspondente palavra hifenizada nascer-do-sol. Este argumento parece fazer algum sentido, especialmente se considerarmos que construções como do pôr ao nascer do Sol não permitem a utilização do hífen.

Assim sendo, e uma vez que ambas as variantes se encontram registadas em obras lexicográficas de língua portuguesa, poderá optar por qualquer uma das duas formas, não devendo esquecer que num mesmo texto deverá manter a mesma opção, por uma questão de coerência.

O plural deverá ser pores do Sol ou pores-do-sol.