PT
BR
Pesquisar
Definições



espadana

A forma espadanapode ser [segunda pessoa singular do imperativo de espadanarespadanar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de espadanarespadanar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
espadanaespadana
( es·pa·da·na

es·pa·da·na

)


nome feminino

1. Objecto que tem forma de espada.

2. Chama delgada que sobe alto; língua de fogo. = LABAREDA

3. Barbatana de peixe. = BADANA

4. Cauda de cometa.

5. Jorro de líquido mais largo que grosso, que sai com força.

6. [Botânica] [Botânica] Planta herbácea perene (Sparganium erectum), da família das esparganiáceas, de caules floríferos, folhas em forma de espada e inflorescências ramificadas, que se encontra nas margens de cursos de água e de lagoas.

7. [Botânica] [Botânica] Planta herbácea (Typha dominguensis), da família das tifáceas, vivaz e com rizomas subaquáticos, de caule simples usado no fabrico de esteiras, folhas lineares e planas, flores em forma de espiga cilíndrica e de cor castanha, que cresce junto a linhas de água.

8. [Regionalismo] [Regionalismo] Espadela.

etimologiaOrigem etimológica:espada + -ana.
Colectivo:Coletivo:Coletivo:espadanal.
espadanarespadanar
( es·pa·da·nar

es·pa·da·nar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Juncar de espadanas (ou de outras plantas).

2. Estender, espalhar (de modo que ocupe ampla superfície).

3. Jorrar.


verbo intransitivo

4. Sair em espadanas.

5. [Regionalismo] [Regionalismo] Espadelar.



Dúvidas linguísticas



Tenho verificado a existência, ao longo do país , de repetição de topónimos; por exemplo: Trofa, Gondar, Bustelo. Qual é a etimologia dessas palavras?
Segundo o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa (3.ª ed., Lisboa: Livros Horizonte, 3 vol., 2003), de José Pedro Machado, o topónimo Bustelo, muito frequente em Portugal e na Galiza, talvez seja diminutivo de busto ‘campo de pastagem’. Quanto a Gondar, o autor aventa a hipótese de provir de uma hipotética forma gótica (ou goda) Gunthi-harjis ‘exército para combate’. Por fim, o topónimo Trofa é de origem obscura.



Trabalho com luteria ou luteraria? Encontrei os dois no Aurélio em edições diferentes, mas qual eu uso?
Será lutheria? Mas isto é português, italiano ou francês?
Outra dúvida: escrevo arte lutérica ou luterárica?
É muito comum utilizar-se o galicismo lutherie para designar a profissão de luthier.

No entanto, e como já estão atestadas alternativas aportuguesadas daquele estrangeirismo, é sempre preferível optar pelas formas que seguem as normas da ortografia portuguesa. Uma vez que luteria é a forma que mais se aproxima do seu étimo (lutherie), deve ter uso preferencial, i.e., deverá optar por usar luteria em vez de luteraria.

Ambos os adjectivos (lutérico e luterárico) são possíveis, apesar de nenhum deles ter registo em dicionários e léxicos da língua portuguesa. No entanto, e uma vez que lutérico é a forma que deriva de luteria, essa deverá ser a preferencial.