Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

equanimidade

equanimidadeequanimidade | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

e·qua·ni·mi·da·de e·qua·ni·mi·da·de


(latim aequanimitas, -atis, benevolência, igualdade de ânimo)
nome feminino

1. Igualdade constante de ânimo ou de temperamento em qualquer conjuntura da vida.

2. Serenidade mental.

3. Juízo ou comportamento imparcial. = IMPARCIALIDADE, RECTIDÃO

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "equanimidade" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

...audição profunda é iluminado pela beleza escondida, mantida viva numa interação profunda de perigo, equanimidade , sabedoria, ação e paciência..

Em Meia-Noite Todo o Dia

Temos de saber aceitar este facto com equanimidade ;;

Em Onde Mudar

...é que como rei se portasse, e, ao rei, bem sabemos que é a equanimidade e a imparcialidade o que, acima de tudo, se lhe pede - e que...

Em O INDEFECTÍVEL

, equanimidade e sustentabilidade??

Em Tupiniquim

O meu filho ou o meu pai têm tantos direitos à minha equanimidade como qualquer

Em Tupiniquim
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Porque escrevemos Henrique com um r e não dois rr? Qual a regra?
A ortografia é um conjunto de regras convencionadas e, na maioria das vezes, é o utilizador da língua que mais lê e mais consulta obras de referência, como dicionários, prontuários e afins, que melhor conhece essas regras e que melhor escreve. Há, no entanto, algumas indicações úteis, no caso da letra r:

a) O erre simples (r) representa o som [R] (consoante vibrante velar) em início de palavra (ex.: rasar, régua, rua), a seguir a uma vogal nasal (ex.: Henrique, honra, tenro), ou em início de sílaba a seguir a uma consoante (ex.: israelita, melro).

b) O erre simples (r) representa o som [r] (consoante vibrante alveolar) em contexto intervocálico, antecedido de vogal oral (ex.: cara, puro), nos grupos consonânticos br, cr, dr, fr, gr, pr, tr e vr (ex.: abrir, credo, coldre, fraco, grua, imprimir, latrina, nevrose), ou em final de sílaba (ex.: cargo, partir, querer, surto); o erre simples nunca representa o som [r] em início de palavra.

c) O erre dobrado (rr) representa sempre o som [R] e apenas em contextos intervocálicos (ex.: barra, errado, mirra, socorro, urro), nunca em início de palavra ou depois de consoante.




Depois de ter consultado várias gramáticas, prontuários e dicionários, não consigo tirar duas dúvidas de conjugações verbais:
1ª - Está correcto escrever-se "Já passava das duas da manhã quando aquele grupo de jovens se encontraram perto do restaurante."?
2ª - Está correcto escrever-se "Eles representam diversas correntes de opinião e devem exprimirem-se com liberdade."?
Não me soa bem e como vem escrito num local que eu pensava estar acima de qualquer suspeita, precisava "desesperadamente"; que me tirassem estas duas dúvidas.

Na frase Já passava das duas da manhã quando aquele grupo de jovens se encontraram perto do restaurante existe uma locução (aquele grupo de jovens) que corresponde a um sujeito da oração subordinada (quando aquele grupo de jovens se encontraram perto do restaurante) com uma estrutura complexa. Nesta locução, o núcleo do sintagma é grupo, e é com este substantivo que deve concordar o verbo encontrar. Desta forma, a frase correcta seria Já passava das duas da manhã quando aquele grupo de jovens se encontrou perto do restaurante.

Na frase Eles representam diversas correntes de opinião e devem exprimirem-se com liberdade há o uso incorrecto de um infinitivo pessoal (forma flexionada do infinitivo, ex.: exprimirem-se). O infinitivo pessoal de uma oração infinitiva completiva carece de sujeito próprio diferente do da oração principal (por exemplo na frase: A mãe pediu para eles não correrem no jardim, o sujeito da oração principal é A mãe e o sujeito da oração infinitiva completiva é eles). Em estruturas construídas com verbo auxiliar ou semiauxilar e verbo principal (ex. devem exprimir-se) deve ser utilizado o infinitivo impessoal (forma não flexionada, ex.: exprimir), pois essas estruturas correspondem apenas a uma oração com um só sujeito (eles devem exprimir-se) e a flexão verbal já está no verbo auxiliar ou semiauxiliar (devem). É este o caso da frase que nos colocou como dúvida, logo, a frase correcta será Eles representam diversas correntes de opinião e devem exprimir-se com liberdade. Abaixo encontram-se dois outros exemplos de estruturas semelhantes:

Em vez de: *Os bandidos que assaltaram o banco começaram a correrem.

Escreva-se: Os bandidos que assaltaram o banco começaram a correr.

Em vez de: *Há a possibilidade de as pessoas poderem copiarem os programas.

Escreva-se: Há a possibilidade de as pessoas poderem copiar os programas.


pub

Palavra do dia

no·o·lo·gi·a no·o·lo·gi·a


(grego nóos, noûs, mente, pensamento + -logia)
nome feminino

1. [Filosofia]   [Filosofia]  Ciência ou conjunto de ciências que estuda o espírito humano.

2. [Filosofia]   [Filosofia]  Doutrina ou sistema que reconhece a existência de um conhecimento exclusivamente racional, por oposição ao empirismo.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/equanimidade [consultado em 14-08-2022]