Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

enxofrado

enxofradoenxofrado | adj.
masc. sing. part. pass. de enxofrarenxofrar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

en·xo·fra·do en·xo·fra·do


adjectivo
adjetivo

1. Misturado com enxofre.

2. Polvilhado de enxofre.

3. [Popular]   [Popular]  Amuado; ressentido.


en·xo·frar en·xo·frar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Deitar enxofre nas vinhas.

2. Queimar enxofre dentro do vasilhame do vinho.

3. Pulverizar ou impregnar com enxofre.

verbo pronominal

4. [Figurado]   [Figurado]  Irritar-se.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "enxofrado" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

enxofrado bafo de um generation gap cada vez mais fosso o futuro uma fritadeira cavamos...

Em Alfinete d'Ama

" Marega continuou enxofrado e a querer sair do campo

Em Entre as brumas da memória

-cacique está enxofrado , o Alves que carregue com ele

Em Cidadãos por Abrantes

"Isto, com tanto enxofrado que por aí anda, inflacionou bestialmente a

Em maledicentia.blogs.sapo.pt

enxofrado com o ex-boss do PS Victor Constâncio..

Em Cidadãos por Abrantes
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


A utilização de aspas dentro de aspas é correta, como quando, por exemplo, se realça uma palavra dentro de uma citação, ou se cita algo dentro de outra citação? Exemplo: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei" (palavras realçadas). Um deles está bem perto, que é o do art. 42, § 1.º" (fim de citação). Outras dúvidas relacionadas: O que fazer quando a palavra realçada for a última da citação, fazendo com que as aspas de uma e outra coincidam? Utilizam-se uma ou duas aspas no final da frase? Exemplo: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei". ou "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei"". As aspas vêm antes ou depois do ponto final numa citação? Exemplo: "Eu adoro chocolate". ou "Eu adoro chocolate."
Nos exemplos citados, as aspas estão a ser usadas para identificar uma citação e para destacar uma parte do texto. Estes são dois usos possíveis para as aspas, mas o seu emprego simultâneo pode gerar confusão no leitor, que poderá considerar que se trata de uma citação dentro de uma citação. Por este motivo, para tornar mais claro um destaque dentro de uma citação, será aconselhável recorrer a outra maneira de dar destaque gráfico, como o itálico (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei"), o sublinhado (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei"), o negro (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei") ou a combinação de dois ou mais destes destaques gráficos (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei").

Não é, no entanto, incorrecta a utilização de aspas dentro de aspas, devendo haver o cuidado de fechar cada um dos conjuntos de aspas, mesmo que isso origine sinais repetidos (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei""); nestes casos, poderá optar pelo uso de aspas diferentes (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos «casos expressos em lei»").





Como é que devemos fazer a divisão silábica de palavras como: carro, pássaro...(sem ser para translineação)?
A sílaba é um conceito fonético, fonológico ou prosódico bastante intuitivo para os falantes de uma língua e a divisão silábica é feita deste ponto de vista e não do ponto de vista ortográfico. Assim, as palavras carro e pássaro dividem-se [ká-Ru] e [pá-sA-ru] (a transcrição anterior não é ortográfica, pois não se trata de um fenómeno da escrita).

A divisão silábica é, no entanto, muito útil às convenções ortográficas em que se baseia a nossa ortografia, pois auxilia nas divisões necessárias à translineação (mudança de linha ao escrever, escrevendo parte da palavra na linha de cima e outra parte na linha de baixo). Por este motivo se faz muitas vezes a divisão silábica para translineação, que tem por base a divisão silábica, mas, ao contrário desta, é muito pouco intuitiva, pois é convencionada pelos textos legais que regulam a ortografia (o Acordo Ortográfico de 1990 ou, antes da aplicação da nova ortografia, o Acordo Ortográfico de 1945, para o português europeu e o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil) e pelas obras de referência, com regras muito específicas e rígidas.

As divergências são muitas, devido aos símbolos ortográficos utilizados para representar os sons ou a outros constrangimentos relativos à representação gráfica. Um exemplo paradigmático é justamente o caso das consoantes duplas, que representam geralmente um único som com dois símbolos ortográficos e deverão ficar separados na translineação (ex.: car-ro; pás-sa-ro), por motivos exteriores à divisão silábica, que resultam essencialmente das convenções ortográficas em vigor.

pub

Palavra do dia

reu·chli·ni·a·no reu·chli·ni·a·no


([Johannes] Reuchlin, antropónimo + -iano)
adjectivo
adjetivo

[Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]  Relativo à pronúncia do grego clássico que segue a do grego moderno, defendida por Johann Reuchlin (1455-1522), humanista e filólogo alemão.ERASMIANO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/enxofrado [consultado em 30-06-2022]