Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

atinar

atinaratinar | v. tr. e intr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

a·ti·nar a·ti·nar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo e intransitivo

1. Acertar pelo tino ou conjectura (com o lugar, a direcção ou a significação de alguma coisa).

2. Recordar.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "atinar" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Não sei porquê, mas não consigo atinar com o formato..

Em Papéis e Letras

Eu nunca cheguei a atinar com a maldita posição dos braços e do arco, e ele fez carreira como...

Em Dedos de Conversa

...que já não me lembrava de quase nada, excepto que o “herói” não conseguia atinar com a posição correcta da bandeira da Grã Bretanha (que achava muito complicada!!

Em sorumb

imaterial o qual só podemos atinar com a nossa imaginação, contudo, é uma realidade que as Escrituras nos garantem e...

Em Blog da Sagrada Família

...onde começamos a perder (bola parada), e depois com o adversário acomodado, nunca conseguimos atinar

Em O INDEFECTÍVEL
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Monitorar ou monitorizar?
Os verbos monitorar e monitorizar são formações correctas a partir do substantivo monitor, a que se junta o sufixo verbal -ar ou -izar, e têm o mesmo significado, pelo que são sinónimos. A opção por um ou por outro cabe ao utilizador; no entanto, os dicionários que seguem a norma europeia da língua portuguesa parecem preferir a forma monitorizar, pois é esta a única forma que aparece registada no Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto Editora, 2004) ou no Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Âncora Editora, 2001) e a edição portuguesa do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Círculo de Leitores, 2002) remete monitorar para monitorizar. Os dicionários que seguem a norma brasileira da língua portuguesa remetem geralmente monitorizar para monitorar, como é o caso da edição brasileira do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Objetiva, 2001) ou do Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Positivo, 2004).



Diz-se: pós-venda ou após-venda?
Ambas as formações são possíveis, sendo pós-venda mais comum e registada em mais dicionários de língua.

O prefixo de origem latina pós- indica a noção de “posteridade” no tempo (ex.: pós-graduação, pós-guerra, pós-venda) ou no espaço (ex.: pós-palatal) e é sempre seguido de hífen.

Ocasionalmente, surgem pares construídos com o elemento após-, como após-guerra ou após-venda, mas são menos usuais.

Este uso de após- como prefixo não é tão frequente quanto pós- e não deve ser confundido com alguns usos da preposição após: O burlão foi preso após venda de material falsificado; As duas facções assinaram o acordo de paz após guerra sangrenta que durou anos. Nestes casos, a preposição após é sinónima de “depois de”.

pub

Palavra do dia

ux·te ux·te


(origem expressiva ou onomatopaica)
interjeição

Expressão usada para afastar ou mostrar repulsa. = APRE, ARREDA, IRRA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/atinar [consultado em 25-09-2022]