PT
BR
Pesquisar
Definições



alimpa

A forma alimpapode ser [segunda pessoa singular do imperativo de alimparalimpar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de alimparalimpar], [nome feminino plural] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
alimpaalimpa
( a·lim·pa

a·lim·pa

)


nome feminino

1. Limpeza de plantas ou de uma mata, cortando ramos, folhas ou frutos supérfluos. = DESBASTE, LIMPA, MONDA

2. Remoção de ervas nocivas de um campo ou de um jardim. = LIMPA

3. [Portugal: Beira] [Portugal: Beira] Trabalho de limpar os cereais das suas impurezas.

alimpas


nome feminino plural

4. Conjunto das impurezas dos cereais ou dos resíduos retirados de um campo, de uma mata ou de um jardim.

etimologiaOrigem etimológica:derivação regressiva de alimpar.
alimparalimpar
( a·lim·par

a·lim·par

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

Limpar.

etimologiaOrigem etimológica:a- + limpar.


Dúvidas linguísticas



Por favor poderiam me dar o feminino desta frase: Os músicos estão na praça!
Uma frase não tem feminino ou masculino.

Se a questão se coloca quanto ao sujeito Os músicos, o feminino da palavra músico é música (ex.: Ela é música). Se se referir ao conjunto de músicos e músicas, então terá de ser Os músicos. Assim, se o sujeito da frase for feminino plural, será As músicas (mesmo podendo ser confundido com as músicas = as canções, as melodias).




Numa frase em que se queira dizer para não continuar ou não voltar a ser escravo/servo de algo ou alguém, está correto "não sirvamos mais o.." ou "não sirvamos mais ao..."? Que opção está correta e porquê?
De acordo com o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa ou com o Novo Dicionário Aurélio, o verbo servir, nas acepções “trabalhar como servo”, “fazer de criado” ou “prestar serviços ou trabalhar como empregado”, pode ser transitivo indirecto, isto é, selecciona argumentos iniciados por preposição (ex.: deixou de servir àquela família), transitivo directo, isto é, selecciona objectos directos não iniciados por preposição (ex.: serviu a família durante 20 anos) e intransitivo, isto é, admite construções sem complemento nominal (ex.: ele estava ali para servir). Assim sendo, ambas as construções que refere podem ser consideradas correctas.