Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "grandiloquente" nas definições

grandíloquo | adj.
    Que tem um estilo rebuscado no discurso ou no uso das palavras....

grandiloquente | adj. 2 g.
    Que tem um estilo rebuscado no discurso ou no uso das palavras....

condoreirismo | n. m.
    Escola de poesia brasileira da última fase romântica, marcada por ideias igualitárias e em geral com um tom oratório e grandiloquente....

condorismo | n. m.
    Escola de poesia brasileira da última fase romântica, marcada por ideias igualitárias e em geral com um tom oratório e grandiloquente....

Dúvidas linguísticas


Escreve-se n.º ou nº sem o . (ponto)? E no caso de 1.º ? É possível utilizar as duas formas ou só há uma?
Nem o Acordo Ortográfico de 1990 nem o Acordo Ortográfico de 1945 se pronunciam acerca do uso do ponto ou do traço nestes casos, mas, nos exemplos de abreviaturas que estes textos legais apresentam, o ponto é sempre utilizado. Os prontuários também não se referem de modo específico a estas abreviaturas, mas apresentam listas de abreviaturas similares em que o ponto é sempre utilizado. Como se trata também de uma abreviatura de um ordinal (apesar de apresentar características distintas, por não utilizar letras mas dígitos), o ponto, que na maioria dos casos substitui o que se suprimiu da forma por extenso, é usualmente utilizado antes do símbolo indicador da marca de género e de número (1.ª, 2.º).
Quanto ao traço sob o símbolo do numeral ordinal (ex.: o), mais uma vez não existe nada estabelecido sobre o seu uso nos textos legais e nas gramáticas. O mais comum nos textos impressos é não se colocar o traço, mas isso deve-se mais ao tipo de letra utilizado do que propriamente a uma regra explícita. O facto de se utilizar muitas vezes em escrita manuscrita poderá supor o facto de se tratar de um vestígio de escrita cursiva.




As palavras Aveiro e petrologia lêem-se uma com o a aberto e a outra com o e aberto. Reparo no entanto a falta de acentuação. Será que isto se deverá à etimologia das palavras?
A acentuação gráfica das palavras em português não serve para indicar a qualidade das vogais, mas sim para marcar a sílaba tónica. Assim, Aveiro e petrologia não têm acento gráfico porque se trata de palavras graves (acentuadas nas sílabas -vei- e -gi-, respectivamente), que, de um modo geral, não são acentuadas graficamente no sistema ortográfico português.

O facto de a primeira poder ser lida com um a aberto e a segunda com um e aberto (embora a pronúncia de petrologia com e central fechado, como o e de se, seja muito comum no português europeu) não implica a necessidade de uso de diacrítico. Veja-se, a título de exemplo, o caso dos homógrafos forma (ó) e forma (ô), a que correspondem sentidos e produções fonéticas diferentes, mas cuja distinção é feita através do contexto em que ocorrem e não através do uso de acentuação gráfica (o Acordo Ortográfico de 1990 indica que o uso do acento circunflexo é facultativo no caso destes homógrafos).

Segundo o Acordo Ortográfico de 1945, há casos excepcionais de uso dos acentos gráficos, sempre em sílabas tónicas, para distinção entre palavras homónimas com categorias morfossintácticas diferentes (ex.: pelo [preposição] / pêlo [nome] ; para [preposição] / pára [forma do verbo parar]). O Acordo de 1990 prevê que o acento distintivo nos exemplos acima mencionados seja eliminado, mas mantém-no no caso de por [preposição] / pôr [verbo].

Palavra do dia

fa·ta·caz fa·ta·caz


(origem duvidosa, talvez de fatia + -aco + -az)
nome masculino

1. Grande pedaço. = NACO

2. Grande afeição. = AMOR, PAIXÃO


SinónimoSinônimo Geral: FACATAZ, FARTACAZ

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/grandiloquente [consultado em 27-01-2023]