Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "decagonais" nas definições

decagonal | adj. 2 g.
    Que tem dez ângulos....

Dúvidas linguísticas


Posso utilizar a expressão e/ou em um texto formal? Se não, como escrevê-la? Posso escrever e ou ou e, ou?
As palavras e e ou são conjunções coordenativas, isto é, relacionam termos que podem ter a mesma função na frase (ex.: vou comprar umas calças azuis e brancas; vou comprar umas calças azuis ou brancas), sendo que a conjunção e indica adição (ex.: calças azuis e brancas) e a conjunção ou indica alternativa (ex.: calças azuis ou brancas).

A expressão e/ou é utilizada para exprimir de maneira económica e clara três hipóteses, duas delas contidas numa alternativa (uma coisa ou outra) e a outra contida numa adição (uma coisa e outra). Por exemplo, numa frase como todos os utilizadores têm o direito de rectificação e/ou eliminação dos seus dados pessoais, o texto destacado indica que é possível 1) a rectificação dos seus dados pessoais, 2) a eliminação dos seus dados pessoais, 3) a rectificação dos seus dados pessoais e a eliminação dos seus dados pessoais. Os pontos 1) e 2) estão contidos na alternativa com ou e o ponto 3) está contido na adição com e.

Não há qualquer motivo para a não utilização desta expressão num texto formal. A barra indica opcionalidade entre o e e o ou: rectificação e/ou eliminação dos seus dados pessoais = rectificação e eliminação dos seus dados pessoais / rectificação ou eliminação dos seus dados pessoais.




Gostaria de saber se é correto o uso das locuções haja visto ou haja vista. Qual das duas é a correta e em que ocasiões devem ser usadas?
A locução haja vista pode ter diferentes usos:
1) Pode ser seguida das preposições a ou de: “haja vista ao assunto”, “haja vista dos argumentos”;
2) Pode manter-se invariável: “haja vista as situações”;
3) Pode flexionar o segundo termo da locução (que neste caso funciona como adjectivo, ao contrário dos exemplos restantes, onde tem função substantiva): “haja vistas as coisas”, “haja visto o caso”;
4) Pode flexionar o verbo: “haja vista o caso”, “hajam vista as opiniões”;
5) Sempre que a preposição em seja utilizada entre o verbo e o substantivo, mantém-se invariável: “haja em vista as situações”.

Como se pode ver pelo acima exposto, ambas as locuções estão correctas. No entanto, há que ter em conta que haja vista pode ser utilizada invariavelmente em todas as construções sintácticas enquanto haja visto tem necessariamente de concordar com o que se lhe segue: “haja visto o assunto”/”haja vistos os assuntos”.

Palavra do dia

zoi·si·te zoi·si·ta


([Sigismund] Zois [von Eldstein], antropónimo [mineralogista esloveno] + -ite)
nome feminino

[Mineralogia]   [Mineralogia]  Mineral ortorrômbico do grupo dos epídotos, usado como pedra preciosa.


• Grafia no Brasil: zoisita.

• Grafia no Brasil: zoisita.

• Grafia em Portugal: zoisite.

• Grafia em Portugal: zoisite.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/decagonais [consultado em 26-01-2022]