PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

abeto

abietíneo | adj.

Relativo ou semelhante ao abeto....


abietina | n. f.

Princípio activo das terebintinas extraídas do abeto....


corcha | n. f.

Casca de árvore (ex.: corcha de abeto)....


abete | n. m.

O mesmo que abeto....


abiético | adj.

Qualificativo de um ácido que foi descoberto na resina do abeto....


abeto | n. m.

Madeira dessas árvores (ex.: violino com tampo em abeto)....


abeto-falso | n. m.

Árvore (Picea abies) da família das pináceas, de grande porte e de tronco grosso e maciço, encontrada na Europa Central e do Norte....


Ave galiforme (Canachites canadensis) da família dos fasianídeos....


tampo | n. m. | n. m. pl.

Cada uma das duas peças que formam a frente e o fundo de um instrumento de corda (ex.: tampo superior; violino com tampo em abeto)....



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber a vossa definição da palavra antropofágico e gostaria também que me dessem um exemplo de como a palavra escatológico pode ser usada com vários sentidos.
O adjectivo antropofágico designa o que é relativo a antropofagia ou a antropófago (cujas definições poderá encontrar no Dicionário da Língua Portuguesa On-line, seguindo as hiperligações) e pode, na maioria dos contextos, ser sinónimo de canibalesco.

O adjectivo escatológico diz respeito a escatologia, mas, atendendo a que esta palavra corresponde a dois homónimos (isto é, palavras que se escrevem e lêem de maneira igual, mas que têm significados e etimologias diferentes), pode ter significados diferentes consoante os contextos. Por exemplo, humor escatológico poderá dizer respeito ao humor feito com recurso a alusões aos excrementos e necessidades fisiológicas; por outro lado, filosofia escatológica poderá dizer respeito à filosofia que trata do que pode acontecer no fim do mundo ou no fim dos tempos.




A utilização da expressão à séria nunca foi tão utilizada. Quanto a mim esta expressão não faz qualquer sentido. Porque não utiliz am a expressão a sério?
A locução à séria segue a construção de outras tantas que são comuns na nossa língua (junção da contracção à com uma substantivação feminina de um adjectivo, formando locuções com valor adverbial): à antiga, à portuguesa, à muda, à moderna, à ligeira, à larga, à justa, à doida, etc.

Assim, a co-ocorrência de ambas as locuções pode ser pacífica, partindo do princípio que à séria se usará num contexto mais informal que a sério, que continua a ser a única das duas que se encontra dicionarizada. Bastará fazer uma pesquisa num motor de busca na internet para se aferir que à séria é comummente utilizada em textos de carácter mais informal ou cujo destinatário é um público jovem; a sério continua a ser a que apresenta mais ocorrências (num rácio de 566 para 31800!).


Ver todas