Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

Pesquisa por "negacionismo" nas definições

negacionismo | n. m.
    Acção de negar ou não reconhecer como verdadeiro um facto ou um conceito que pode ser verificado empiricamente (ex.: negacionismo científico, negacionismo histórico)....

negacionista | adj. 2 g. | adj. 2 g. n. 2 g.
    Relativo a negacionismo (ex.: visão negacionista)....

Dúvidas linguísticas


Qual o significado e origem da locução latina "et al", e como deve ser lida?
A abreviatura et al., redução da expressão latina et alii que significa literalmente “e outros”, é usada em referências bibliográficas para indicar que uma obra tem outros autores para além dos que são explicitamente nomeados (ex.: Maria Helena Mira MATEUS et al., Gramática da Língua Portuguesa, Lisboa: Editorial Caminho, 5.ª ed., 2003; Maria Helena Mira MATEUS, Ana Maria BRITO, Inês DUARTE, Isabel Hub FARIA et al., Gramática da Língua Portuguesa, Lisboa: Editorial Caminho, 5.ª ed., 2003; refira-se que a obra citada tem 9 autores).
A leitura desta abreviatura deve corresponder à forma por extenso (et alii), dado que às abreviaturas não corresponde uma leitura abreviada, mas a leitura daquilo que representam (por exemplo, à 5.ª ed. corresponderá a leitura quinta edição).




Gostaria de saber se é correcto dizer: deve trinta Euro ou deve trinta Euros. Na palavra Euro ('moeda') o E pode ser minúsculo?
A expressão correcta é trinta euros e não *trinta euro (o asterisco indica agramaticalidade), pois o substantivo euro flexiona em número (ex.: um euro, dois euros) e trinta é um numeral que indica uma quantidade plural (ex.: trinta pessoas apareceram; *trinta pessoa apareceu). Por ser um substantivo comum, como qualquer unidade monetária, não há motivo para a palavra euro ser escrita com maiúsculas (ex.: trinta euros, trinta dólares).

A dúvida colocada tem vindo a ser recorrente, sobretudo com unidades de medida, e acontece por analogia com a utilização dos símbolos internacionais das unidades, que são válidos tanto para o singular, como para o plural (ex.: 1 m = um metro; 30 m = trinta metros). Estes símbolos ou códigos internacionais pretendem a uniformização e a facilidade na troca de informação, mas constituem uma terminologia usada na escrita em domínios técnicos, científicos ou especializados e não podem confundir-se com a língua corrente. Para as unidades monetárias, existe um código internacional que designa, por exemplo, o euro com EUR e o dólar com USD, o que fará com que se possa escrever 30 EUR ou 30 USD, mas não *30 euro nem *30 dólar.

Palavra do dia

pa·ra·lip·se pa·ra·lip·se


(grego paráleipsis, -eos, negligência, esquecimento, omissão)
nome feminino

[Retórica]   [Retórica]  Figura de retórica pela qual se fixa a atenção num assunto ou objecto, fingindo não se ocupar dele. = PRETERIÇÃO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/negacionismo [consultado em 29-07-2021]