Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
Palavra não encontrada. Sugerir a inclusão no dicionário da palavra pesquisada.
pub

Dúvidas linguísticas


Ao efectuar uma pesquisa no vosso site, deparei-me com a seguinte incoerência:
metastizado - sing. part. pass. de metastizar
metastizar - A palavra não foi encontrada
metastisar - palavra não foi encontrada. O corrector ortográfico do FLiP apresenta as seguintes sugestões: metastizar
As pesquisas no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (DPLP), cujo conteúdo é da responsabilidade da Texto Editores, são feitas com auxílio do corrector ortográfico do FLiP, que reconhece mais palavras do que aquelas que estão no DPLP. Por conseguinte, quando escreve metastizado na caixa de pesquisa, o FLiP reconhece a palavra e informa que se trata de uma forma do verbo metastizar; da mesma forma, o FLiP é capaz de corrigir ortograficamente a forma *metastisar para metastizar. No entanto, a palavra não consta da nomenclatura do DPLP, pelo que não é apresentada uma definição (caso o DPLP contivesse a palavra metastizar na sua nomenclatura, seria disponibilizada uma hiperligação para a respectiva entrada).
Em relação ao verbo metastizar, nenhum dicionário de língua portuguesa o regista, apesar de haver muitas ocorrências, nomeadamente no domínio da medicina, deste verbo e de derivados como metastização ou metastizante. O verbo deriva da palavra metástase, a cuja redução metást- se junta o sufixo verbal -izar. Este processo de formação com redução da palavra primitiva não é o mais regular, mas acontece em muitos outros casos (por exemplo, em enfatizar < enfát[ico] + -izar ou protagonizar < protagon[ista] + -izar) e pode estar também relacionado com o radical de outras palavras da mesma família (por exemplo, o adjectivo metastático, no caso de metástase).




Agradeço que esclareçam se as frases que se seguem estão correctas: 1 - Quem vai ao cinema é a Maria e o João. 2 - Quem vai ao cinema são a Maria e o João. Sempre pensei que a frase correcta fosse a segunda, tendo em conta que o sujeito está no plural e que o verbo deve concordar com o sujeito. No entanto, debati a questão com uma amiga e não conseguimos chegar a um consenso.
Considera-se mais correcta a frase Quem vai ao cinema são a Maria e o João.

A questão colocada diz respeito a uma frase que contém uma estrutura copulativa de identificação (equivalente a isto é aquilo [=Quem vai ao cinema são/é a Maria e o João]). Esta estrutura constitui uma das construções de clivagem possíveis em português (sobre este assunto, poderá consultar a Gramática da Língua Portuguesa, de MATEUS et al., 5.ª ed. Editorial Caminho, 2003, pp. 685 e seguintes), designada por construção pseudoclivada.

A frase em apreço (Quem vai ao cinema são/é a Maria e o João) é equivalente, do ponto de vista semântico e informativo, à frase A Maria e o João vão ao cinema, havendo um constituinte que é posto em destaque através de uma oração subordinada relativa substantiva sem antecedente (Quem vai ao cinema). O pronome pessoal quem é um pronome de terceira pessoa do singular e obriga o verbo a concordar com ele dentro da oração subordinada - no caso em análise trata-se da forma do presente do indicativo (vai) do verbo ir (sobre quem como sujeito da oração, poderá consultar também as respostas sou eu quem e fui eu quem).

Toda a oração subordinada constitui por sua vez o predicativo do sujeito da oração subordinante, com uma inversão da ordem canónica da frase:
[Quem vai ao cinema]Predicativo do sujeito [são/é]Verbo copulativo [a Maria e o João]Sujeito.
A identificação do sujeito e do predicativo do sujeito pode ser feita com a retoma do sujeito da frase A Maria e o João vão ao cinema e com a pronominalização do predicativo do sujeito através do pronome demonstrativo invariável o (ex.: A Maria e o João são-no; *Quem vai ao cinema é-o). Sobre os testes de identificação do sujeito e do predicativo do sujeito, poderá ainda consultar a Gramática da Língua Portuguesa, de MATEUS et al., pp. 281-284 e pp. 290-292.

A ordem canónica da frase será então:
[A Maria e o João]Sujeito [são/é]Verbo copulativo [quem vai ao cinema]Predicativo do sujeito.
Assim é possível verificar que a concordância verbal com o sujeito composto (a Maria e o João = eles) está correcta e é preferencial (Quem vai ao cinema são a Maria e o João), pois respeita a regra geral de concordância com sujeitos compostos, não havendo motivo para a concordância com o predicativo do sujeito (*A Maria e o João é quem vai ao cinema = Quem vai ao cinema é a Maria e o João).

A concordância dos verbos copulativos é problemática em português, motivo pelo qual a frase Quem vai ao cinema é a Maria e o João pode ser considerada gramatical, se se considerar que nesse caso o verbo concorda com o predicativo do sujeito em posição pós-verbal (sobre este assunto, pode consultar também a resposta verbo predicativo ser), mas dificilmente um falante poderá considerar gramatical a substituição do sujeito composto pelo pronome pessoal correspondente (*Quem vai ao cinema é eles).

Palavra do dia

gir gir
(Gir, topónimo [região indiana])
adjectivo e substantivo masculino
adjetivo e substantivo masculino

[Zootecnia]   [Zootecnia]  Variedade de gado de origem indiana.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/indefect%C3%AF%C2%BF%C2%BD%C3%AF%C2%BF%C2%BDvel [consultado em 19-10-2018]