Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
Palavra não encontrada. Sugerir a inclusão no dicionário da palavra pesquisada.
pub

Dúvidas linguísticas


Venho pedir uma consideração acerca da palavra compto, que tenho vindo a usar como sinónimo de "âmbito", mas segundo me constou, é apenas uma deturpação técnica de cômputo. Desde já manifesto os mais sinceros agradecimentos pelo esclarecimento.
A forma compto não existe; a grafia correcta é cômputo, como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, e significa “cálculo, contagem” (ex.: O cômputo dos dias de férias está incorrecto; No cômputo geral, a participação foi positiva).



Quais as colocações corretas? Ou todas estão incorretas?
Maria subiu em cima da mesa e pisou forte.
Carlos entrou dentro do carro e foi embora.
João entrou dentro da casa do seu tio e quebrou tudo.

Maria subiu na mesa e pisou forte.
Carlos entrou no carro e foi embora.
João entrou na casa do seu tio e quebrou tudo.
Relativamente à questão que coloca, todas as frases que menciona estão correctas do ponto de vista gramatical. No entanto, do ponto de vista lógico, apenas as frases que se seguem estão correctas:

Maria subiu na mesa e pisou forte.
Carlos entrou no carro e foi embora.
João entrou na casa do seu tio e quebrou tudo.


Com efeito, as restantes frases são consideradas menos aceitáveis por incluírem pleonasmos viciosos:

Maria subiu em cima da mesa e pisou forte.
Carlos entrou dentro do carro e foi embora.
João entrou dentro da casa do seu tio e quebrou tudo.


O pleonasmo consiste na repetição de uma ideia já expressa, mas por meio de outras palavras. O seu uso é considerado vicioso quando a repetição não acrescenta informação nova: nos casos em apreço, a semântica do verbo subir já implica “para cima, em cima” e a semântica do verbo entrar já implica “dentro”, pelo que estamos na presença de redundâncias que se devem evitar. O emprego do pleonasmo nestes casos é condenável pelos principais gramáticos; contudo, é perfeitamente aceitável em situações que visam sobretudo realçar determinado sentido ou atingir fins estilísticos e poéticos, como na frase Eu vi com estes olhos que a terra há-de comer.

Palavra do dia

fau·ce fau·ce
(latim fauces, -ium)
substantivo feminino

1. [Anatomia]   [Anatomia]  Espaço entre a raiz da língua e a laringe. (Mais usado no plural.) = GARGANTA, GOELA

2. Capacidade interior da garganta, particularmente falando dos animais. (Mais usado no plural.)

3. [Botânica]   [Botânica]  Extremidades do tubo da corola, junto aos lábios desta.

4. [Zoologia]   [Zoologia]  Abertura da concha univalve.

5. Abertura, geralmente grande (ex.: das fauces do vulcão saía lava).

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/Rothaut%20R%C3%B6hrling [consultado em 14-11-2019]