Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
torcertorcer | v. tr. | v. intr. | v. pron.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

tor·cer |ê| tor·cer |ê| - ConjugarConjugar
(latim torqueo, -ere, torcer, vergar, enrolar, arrastar, tornar, torturar, atormentar, brandir, sondar, investigar)
verbo transitivo

1. Fazer girar um corpo pelas suas extremidades, cada uma em sentido contrário.

2. Desviar, mudar a direcção de.

3. Dobrar, encurvar, vergar, inclinar.

4. Envolver, enrolar, enroscar.

5. Dar uma torcedura a.

6. Vencer, sujeitar, fazer vergar.

7. Fazer desviar o ânimo, levar, induzir.

8. Corromper, perverter.

9. Dar apoio a ou esperar resultado positivo de (ex.: estamos a torcer por ti).

verbo intransitivo

10. Dar voltas tortuosas.

11. Tomar direcção tortuosa.

12. Inclinar-se, pender; vergar-se, dobrar-se.

13. Serpear.

14. Ceder.

verbo pronominal

15. Dobrar-se; inclinar-se; enroscar-se, descair.

16. Render-se; ceder.

17. Contrair-se.


torcer o caminho
Deixar o caminho recto para dar um rodeio ou para mudar de direcção.

torcer os olhos
[Informal]   [Informal]  Olhar vesgo.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Torcer" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


O verbo aconselhar no pretérito perfeito do indicativo está acentuado. Mas é "nós aconselhamos" e não "aconselhámos", certo?
Diferentemente do que sucedia no sistema verbal brasileiro, na norma europeia do português, e de acordo com a base XVII do Acordo Ortográfico de 1945, em Portugal, assinalava-se sempre com acento agudo a primeira pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo dos verbos da primeira conjugação, terminados em -ar (ex.: aconselhámos). Com a entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990, a base IX estipula, no seu ponto 4, que o acento agudo das formas verbais de pretérito perfeito do indicativo passa a ser facultativo (ex.: aconselhámos ou aconselhamos), para que se distingam das formas do presente do indicativo (ex.: aconselhamos). No entanto, é possível que a forma acentuada se mantenha como a preferencial em Portugal, uma vez que era essa a única grafia permitida pela anterior norma ortográfica, como acima se referiu.

É de salientar que as indicações acima se referem apenas à ortografia. Do ponto de vista da pronúncia, a distinção entre a vogal tónica com timbre aberto (equivalente a -ámos) ou fechado (equivalente a -âmos) no pretérito perfeito não é feita em muitos dialectos do português, nomeadamente em zonas do Norte de Portugal ou da Madeira e em dialectos do Brasil (esse foi um dos argumentos para retirar a obrigatoriedade do acento gráfico no Acordo Ortográfico de 1990).

O Dicionário Priberam da Língua Portuguesa é um dicionário de português que permite a consulta de palavras na grafia com ou sem o novo acordo ortográfico, na norma europeia ou brasileira do português. Se consultar a conjugação na norma europeia, com a opção antes do novo acordo ortográfico, a única forma possível é a forma acentuada (aconselhámos); se consultar a conjugação com a opção da nova grafia seleccionada, surgem as duas opções (aconselhámos e aconselhamos). Se consultar a conjugação na norma brasileira, com ou sem o novo acordo ortográfico, a única forma possível é a forma sem acento (aconselhamos).




Na palavra taça (acentuada no primeiro a), quando se forma o diminutivo - tacinha -, o primeiro a passa a pronunciar-se fechado. Que fenómeno fonético explica esta alteração?
Trata-se do processo de elevação e recuo (ou centralização) das vogais átonas no português europeu.

Regra geral, no português europeu, as vogais das sílabas átonas mudam de timbre (em relação ao timbre que têm quando são vogais tónicas) e tornam-se mais altas (no caso das vogais a, e ou o) e mais recuadas na sua produção (no caso da vogal e).

Vejamos alguns exemplos:
a) um [a] tónico passa a [ɐ] quando átono: ex.: fala > falar, falar > falador, fácil > facilidade, sala > salinha;
b) um [e] tónico passa a [i] quando átono: ex.: cedo > cedinho, viver > vive;
c) um [ɛ] tónico passa a [i] quando átono: ex.: vela > veleiro, belo > beleza;
d) um [o] tónico passa a [u] quando átono: ex.: forca > enforcar, molho > demolhar;
e) um [ɔ] tónico passa a [u] quando átono: ex.: cola > colar, foco [o] > focar.

Esta regra tem muitas excepções, motivadas por vezes por contextos específicos (ex.: belo > beldade; fácil > facilmente; só > sozinho), por características lexicais de uma palavra específica (ex.: acto > actor, relato > relator) ou por razões eufónicas ou outras.

pub

Palavra do dia

dis·me·tri·a dis·me·tri·a
(dis- + grego métron, -ou, medida + -ia)
substantivo feminino

1. [Medicina]   [Medicina]  Distúrbio na execução e coordenação dos movimentos musculares que os torna mais ou menos extensos do que o pretendido, geralmente devido a lesão no cerebelo (ex.: apresenta dismetria no teste de levar o dedo ao nariz).

2. [Medicina]   [Medicina]  Diferença de comprimento significativa entre os dois membros inferiores.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/%20Torcer [consultado em 20-05-2019]